Home

Missões da Divisão de Missão de Paz

Imprimir PDF

A Divisão de Missão de Paz do Comando de Operações Terrestres (COTER) atualmente desempenha as seguintes missões:

  • Assessorar o Comandante de Operações Terrestres nos assuntos relacionados às Operações de Paz;
  • Orientar, acompanhar e avaliar todas as atividades relacionadas com o preparo e a desmobilização dos contingentes para Missões de Paz;
  • Acompanhar as atividades do emprego por intermédio do Grupo de Acompanhamento e Apoio às Missões de Paz no Âmbito da Força Terrestre (GAAPaz);
  • Orientar o planejamento, a condução e avaliação das atividades relacionadas ao preparo dos militares selecionados para participarem de missões individuais em Operações de Paz;
  • Participar de seminários, simpósios, intercâmbios, exercícios, estudos e palestras nacionais e internacionais destinados a ampliar e difundir conhecimentos sobre a doutrina das Operações de Paz, de acordo com as prioridades estabelecidas pelo COTER;
  • Analisar e aprovar propostas de cursos e estágios a serem desenvolvidos pelo Centro de Instrução de Operações de Paz (C I Op Paz);
  • Contribuir para a pesquisa e o desenvolvimento da doutrina de emprego da Força Terrestre no tocante às Operações de Paz; e
  • Gerenciar os recursos destinados ao preparo, ao emprego e a desmobilização de contingentes, bem como àqueles destinados ao preparo dos militares indicados para missões individuais nas Operações de Paz.

 

Participação do Exército Brasileiro na MINUSCA

Patrulha Conjunta com o Serviço de Ação de Desminagem das Nações Unidas.

O Capitão Alexandre Shoji, Observador Militar da Nações Unidas desdobrado na Capital da Republica Centro Africana, Bangui, participou de uma patrulha conjunta com o Serviço de Ação de Desminagem das Nações Unidas (UNMAS) e com a equipe de Vídeo Filmagem do Escritório de Informações Públicas da MINUSCA em 15 de agosto de 2017. O objetivo da atividade conjunta foi produzir um vídeo educativo baseado em uma experiência real, alertando a população sobre os riscos de mover engenhos falhados e armamentos abandonados. Na oportunidade, após entrevista com o Chefe de Bairro (Mocondi no dialeto local), a equipe recebeu um informe que havia um artifício explosivo não detonado (UXO, sigla em inglês) em uma elevação próxima ao local. A equipe se deslocou por 3 Km com variação de 590 m de altitude até o local indicado do UXO, onde foram realizadas entrevistas e gravações dos procedimentos de segurança.

 

01 02 03
04 05 06
07

 

Participação do Exército Brasileiro na MINUSCA

A resolução Nr 2350 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), de 13 Abr 17, decidiu prorrogar, como prazo final até 15 Out 17, a permanência e a desmobilização da missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), do CONTBRAS/Haiti.

Seguindo o Sumário das atividades de desmobilização do CONTBRAS/Haiti, no período de 06 ago a 12 ago 17, foram realizadas as seguintes atividades:

7ª Semana da Fase de Preparação da BRAENGCOY

  • Estufamento de caixas;
  • Preparação de material para incineração;
  • Preparação de alojamentos (antigo auditório);
  • Preparação de alojamentos (antiga oficina ccom);
  • Preparação de containers AC para repatriação;
  • Içamento de containers AC para repatriação.
01 01 01
01 01 01
01 01 01
01 01  01

 

Participação do Exército Brasileiro na MINUSCA

Coordenação de entrevista com a comunidade local sobre a evolução da missão da ONU na RCA.

O Capitão Alexandre Shoji, militar do Exército Brasileiro desdobrado em Bangui,  Capital da República Centro Africana, na função de  Observador Militar das Nações Unidas, conduziu, nos dias 6 e 7 de agosto,  diversas entrevistas com a comunidade local com o objetivo de avaliar a evolução da implementação do Mandato da MINUSCA no terreno. Os pontos focais das entrevistas são os Chefes de Bairro (Chef du Quartier) que geralmente possuem uma melhor visão e controle dos eventos que ocorrem em seu bairro. Durante a condução das entrevistas, os populares geralmente se aproximam por curiosidade e pela oportunidade de falar com um brasileiro, tendo em vista que eles têm grande apreço pelo Brasil. A língua utilizada na  conversação é o Francês, idioma oficial do país, e, em alguns momentos, o Sangho, dialeto local.

01 01 01
01 01 01
01

 

5ª Semana da Fase de Preparação do BRAENGCOY

A resolução Nr 2350 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), de 13 Abr 17, decidiu prorrogar, como prazo final até 15 Out 17, a permanência e a desmobilização da missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), do CONTBRAS/Haiti.

Seguindo o Sumário das atividades de desmobilização do CONTBRAS/Haiti, no período de 23 jul a 29 jul 17, foram realizadas as seguintes atividades:

5ª Semana da Fase de Preparação do BRAENGCOY

1.    Recebimento de container 40ft (transporte da ETA);
2.    Embarque de material da ETA01 em container de 40ft;
3.    Embarque da ETA01 em container de 40ft;
4.    Pré-certificação de containers
5.    Migração da Seção Técnica (novo local é compartilhado com o G1);
6.    Migração da G4 (novo local é compartilhado com o G2/G3);
7.    Destelhamento do depósito de água;

01 02 03
04 05 06
07 08 09
10 11 12

 

 

Desmobilização e Reversão do Contbras/EB/Haiti

A resolução Nr 2350 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), de 13 Abr 17, decidiu prorrogar, com prazo final até 15 Out 17, a permanência e a desmobilização da missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), do CONTBRAS/Haiti.

Seguindo o Sumário das atividades de desmobilização do CONTBRAS/Haiti, no período de 9 jun a 22 jul 17, foram realizadas as seguintes atividades:

1ª à 4ª Semana da Fase de Preparação da BRAENGCOY

1.      Teste de içamento de carga;

2.      Teste de destelhamento de container;

3.      Teste de acondicionamento de material em caixas de transporte;

4.      Teste de empilhamento de caixas de transporte;

5.      Teste de empilhamento de container;

6.      Desmontagem do posto de lavagem e lubrificação;

7.      Confecção de caixas de transporte;

8.      Identificação de containers e

9.      Desativação da estação de tratamento de água -ETA 01

01 02 03
04 05 06
07 08 09
10 11 12
13 14

 

 

Desmobilização e Reversão do CONTBRAS/EB/Haiti

A resolução Nr 2350 do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU), de 13 Abr 17, decidiu prorrogar, como prazo final até 15 Out 17, a permanência e a desmobilização da missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (MINUSTAH), do CONTBRAS/Haiti.

Seguindo o Sumário das atividades de desmobilização do CONTBRAS/Haiti. no período de 24 jul a 30 jul de 17, foram realizadas as seguintes atividades:

5ª Semana da Fase de Preparação do BRABAT

1. Visita do representante do proprietário do terreno da Base General Barcelar;

2. Visita do Gen Div Antonio Maxwell de Oliveira EUFRÁSIO - SCmt Log;

3. Visita do Cel Inf EUSTÁQUIO Alves da Costa Neto - Chefe do GPG2/COLOG e

4.  Confecção de cases.

01 02 03
04 05 06
07

 

 

Visita Técnica ao Dst Diamante na RDC e MONUSCO

A 3ª Sch COTER realizou na semana de 17 a 21 Jul 17 a Visita de Orientação Técnica ao XV Destacamento de Segurança à Representação Diplomática do Brasil na República Democrática do Congo (RD Congo), sediada na capital Kinshasa.

A visita consistiu na verificação dos trabalhos realizados por aquela equipe, conhecida como Destacamento Diamante XV, em suas áreas de atuação, o que permitiu avaliar o nível de preparação alcançado para cumprir a missão de segurança do Representante Diplomático, bem como no apoio a possíveis necessidades de exfiltração de Nacionais brasileiros.

O Embaixador PAULO UCHÔA proporcionou em sua residência um almoço de trabalho que contou com a presença do Sr SYMPHORIEN MUTOMBO, Embaixador da RD Congo no Brasil, dos Adidos Militares das Embaixadas da Alemanha, Egito, França e da República Central Africana e do Agente de Segurança da Embaixada da Bélgica.

A passagem da comitiva, liderada pelo Gen DAVID, pela RD Congo permitiu ainda acompanhar o TC DALTRO, Observador Militar brasileiro em Missão Individual integrando a MONUSCO, momento no qual foi oportunizada uma atualização de conhecimentos sobre aquela Mis Paz, sob a égide da ONU, em uma audiência com o Sr SIDIKOU, Representante Especial do Secretário Geral da ONU, e com o Maj Gen COMMINS, Deputy Force Commander.

01 02 03
04 05 06
07 08

 

Participação do Exército Brasileiro na Missão das Nações Unidas para a Estabilização da República Centro Africana

Nos dias 19 e 20 de julho de 2017, um Time de Patrulha Conjunta (JPT, sigla em Inglês) deslocou-se da subprefeitura de Berberati (Mamberé-Kadei) para a subprefeitura de Nola (Sangha-Mbaére), num percurso de 133 km com cinco horas e meia de duração.

A patrulha foi composta por Observadores Militares (entre eles o Cap Carlos Akamine, do Exército Brasileiro, desdobrado em Nakandakari) e integrantes do componente civil e policial da missão (ACNUR, Expertise France, UNPOL, Seção de Direitos Humanos, Seção de Justiça e Correção, Assuntos Civis, Assuntos Políticos, Segurança, Relações Públicas e o brasileiro Péricles Gasparini, Chefe do Escritório da MINUSCA em Berberati).

O objetivo da atividade foi verificar em campo a situação de segurança e de coesão social e atuação das instituições de Estado. Foram visitados o gabinete do subprefeito de Nola, o escritório da Gendarmerie, a delegacia de Polícia Civil, o Centro de Triagem Voluntária, a Prisão Pública e a Base da MINUSCA em Nola.

O JPT pôde interagir com as autoridades locais e lideranças civis visando à melhoria na acolhida aos refugiados que regressam espontaneamente, à busca do estabelecimento do Estado de Direito e o respeito aos Direitos Humanos.

04 05 06
07

 

Exercício Avançado de Operações de Paz da Cia PE UNPCRS  

No período de 17 a 21 de julho de 2017, foi realizado na Área de Instrução Coronel Ururay (AICUr), na guarnição da Vila Militar-RJ, o Exercício Avançado de Operações de Paz (EAOP) da Companhia de Polícia do Exército a ser colocada à disposição  do Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção da Paz das Nações Unidas (UNPCRS, sigla em inglês).

Durante essa atividade, os militares e frações que compõem o contingente foram avaliados pelo CCOPAB em coordenação com o COTER, o  CAADEx e  o 1º BPE, a fim de verificar o nível de preparação da tropa para operações de paz.Ao fim do exercício, a Companhia foi certificada pelo CCOPAB como apta a ser disponibilizada pelo Brasil no Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção da Paz das Nações Unidas.

Atualmente, o Brasil possui um Batalhão de Infantaria de Força de Paz e uma Unidade Médica Nível 2, colocados à disposição do Sistema de Prontidão de Capacidades de Manutenção da Paz das Nações Unidas no segundo nível de prontidão.

 

 

Participação de representante do Exército Brasileiro na UNFICYP  

Em 12 de julho de 2017, o Maj Inf VLADIMIR, representante do Exército Brasileiro na Força-Tarefa Argentina Nr 49, que cumpre com a função de Observador Militar e Oficial de Ligação com as Forças Turcas em Chipre, participou de intercâmbio de conhecimentos entre os setores da missão UNFICYP, chamado de “MOLO WORKSHOP”.

O Setor 1 é constituído por forças militares argentinas, paraguaias, chilenas e de 1(um) brasileiro; o Setor 2 pelos britânicos; e o Setor 4 por húngaros, eslovenos e 1(um) ucraniano.

Na atividade, os Observadores militares e de assuntos civis dos 3 setores percorreram os 86 km do Setor 1 da “Buffer Zone”(zona de proteção entre as Forças em oposição), quando foi possível trocar experiências e boas práticas para melhor  lidar com os incidentes militares e civis das forças em oposição em Chipre.

O Major VLADIMIR teve a oportunidade de participar explicando a história e os incidentes abertos da cabeça de praia de Kokkina, além de como o Setor 1 procede em caso de chegada de imigrantes ilegais ou refugiados.

 

Participação do Exército Brasileiro na MINUSCA  

Em 24 de junho de 2017, o TC Talavera Azeredo, do Exército Brasileiro, Chefe da Célula de Operações do Setor Leste da Missão das Nações Unidas para Estabilização da República Centro Africana (MINUSCA), participou de uma operação no campo de deslocados internos na cidade de Bria, região Leste do país, para orientação dos abrigados. Na ocasião, representando o componente militar da MINUSCA, o TC Talavera dirigiu-se aos deslocados internos.

Em seguida,  nas instalações da Companhia de Engenharia do Cambodja, o militar participou  de uma apresentação aos  representantes dos abrigados, explanando as medidas de proteção militar estabelecidas para segurança das cerca de 30.000 pessoas  que estão alojadas naquele campo.

 

 

 

 

 

 

 

 

Notícias do COTER